Trama

Por milhares de anos o acampamento Meio Sangue e o Júpiter eram seguros para os semideuses, abrigavam os filhos dos deuses, ensinavam a eles como se proteger e cuidar daqueles que amavam. Ensinaram a usar seus poderes e como controlá-los da melhor maneira. Ensinaram valores e mostraram a eles o quão poderoso podem ser os seus desejos. Mas a paz acabou. Há quase 30 anos Percy e seu grupo morreram de forma misteriosa, logo após ambos os acampamentos foram engolidos pela terra, levando consigo diversos semideuses. Aqueles que se salvaram se tornaram os fundadores de um novo lar, uma nova era. A era Divine.

Administração
Éris
Apellido
Administrador
Enviar MPVer perfil
Íris
Apellido
Administrador
Enviar MPVer perfil
Nombre
Apellido
Moderador
Enviar MPVer perfil
Nombre
Apellido
Moderador
Enviar MPVer perfil
Novidades
00.00 - Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut.
00.00 - Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut.
00.00 - Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut.
15.10 - Abertura do fórum.
Times
Team Pegasus
65 PONTOS
Team Harpia
120 PONTOS
Team Grifo
150 PONTOS
Os melhores
Premio obtenido
Nombre apellido
Premio obtenido
Nombre apellido
Premio obtenido
Nombre apellido
Premio obtenido
Nombre apellido
Parceiros
Créditos
Skin hecho por Hardrock de The Captain Knows Best. Todas as edições feitas no CSS, imagens e etc, foram feitas pela Éris. Imagens retiradas do google e tumblr. Os textos contidos neste fórum são de autoria da STAFF e dos player.

[FP - Primordiais e Três Grandes] BOUWKNECH, Caim Dähl

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP - Primordiais e Três Grandes] BOUWKNECH, Caim Dähl

Mensagem por Caim Dähl Bouwknech em Sex Out 21, 2016 3:19 pm

IDADE: 19 anos.
PROG. MORTAL: Katherine
PROG. DIVINO: Zeus
AVATAR: Evan Peters
APELIDOS: XX
OPÇÃO SEXUAL:Bissexual
Caim Dähl Bouwknec
Just like animals

Descrição Psicológica

Caim é um rapaz sociável, cortês, de sorriso fácil e palavras gentis. Suas ações são medidas devido sua dissertação do que é bom ou ruim, é motivado pelo bom senso à si imposto. Porém, quando colocado sob quaisquer pressão emocional seu alter ego, Seth, vem à tona. Ele é sádico, cruel, um psicopata. Os únicos a possuírem o controle sobre esse lado dele seriam seu irmão e Candle. Quando não está sobre o controle do seu corpo, Seth é apenas uma voz dentro da cabeça de Caim.

Descrição Fisica

Seus fios são loiros, às vezes alterna para o castanho, sua pele é alva e em seu corpo algumas pintas são distribuídas alternadamente. Sua altura é de 1, 80 m. Seus lábios são finos e um pouco rosados.

Narração

O olhar transcendia aquele cuja a limitação se detinha dentro de sua própria mente, controlando cada parte de si até que a loucura se tornasse submissa à invasão de seu semelhante. Um sussurrar caótico era repetido constantemente, sua derme acolhendo o calor proporcionado pela respiração alheia, Seth se movia sorrateiro perante o conturbado Caim. As palavras do irmão se faziam persuasivas na mente do maniaco que tinha em suas mãos a gélida sensação mórbida de uma vida roubada.

23 de fevereiro, referente ao paciente de série 22489. Fragmento do relatório original.

Não é possível concluir nenhum progresso, o paciente continua ouvindo vozes e parece recusar-se à obedece-las. São cruéis. Metade da nossa equipe pediu dispensa do caso antes mesmo que algo pudesse ser manifestado. Hoje vou levar os testes físicos ao extremo, que Deus tenha piedade dessa alma.


25 de fevereiro, referente ao paciente de série 22489. Fragmento do relatório original.

 O nome dele é Seth, parece se manifestar assim. Segundo a bíblia Seth foi enviado para vingar a morte de Abel, que teria sido morto por Caim. Ele é sádico, sua voz alterna entre variáveis significativas, seu comportamento é extremamente violento, ele teve de ser sedado diversas vezes durante os testes. Tenho mais três dias para salvar a vida do meu filho ou terei sido um fracasso como mãe e cientista.

03 de março, referente ao hospital psiquiatra de Washigton, DC.


Sou paciente 22489, passei cerca de 23 horas amedrontado antes de conseguir escrever está carta para quem tiver coragem de lê-la.

Os relatórios foram apagados, não posso deixar que saibam onde estou. Meu alter ego, Seth, se manifestou matando à todos que estavam aqui, eu não tive culpa. Me desculpem, matei minha mãe e quem muitos amavam, suas famílias estão destruídas. Não sei como consegui esse feito, ao menos poupei meu irmão. Preciso salva-lo de mim.

Dois anos depois.

Ambas as mãos espalmaram contra a madeira gasta que lhe fora atribuída a serventia de mesa, os lábios se crisparam antes que o olhar se erguesse para o garoto à sua frente. Logan mantinha-se distraído na refeição diante de si. – Aqueles corpos estão começando a feder. – O rapaz ao qual lhe foram dirigidas tais palavras apenas resmungou e se apropriou de um copo, moldando sua atenção para o mesmo.  

Rastros confusos.

Seus pés afundavam contra o solo incerto, algumas raízes lhe dando estabilidade para que o equilíbrio do rapaz não fosse roubado devido à desatenção que se fazia costumeiramente presente no mesmo. As gotas se apresentavam como pequenos orvalhos de breve vida, algumas tão insignificantes que sua existência sequer era alvo de atenção, porém, Caim parecia ter se atado a estes detalhes quando seus passos cessaram e seu indicador destro deslizou pela folha recém banhada. – Essa chuva afugentou os animais, Logan. Vamos ter que voltar. Suas palavras mesclaram-se ao assovio gentil do vento, este trazendo consigo o ultimo suspiro de paz que se recorda.
 O tecido da jaqueta lhe cobria desde os pulsos até a barra de sua calça, esta feita de um jeans já tão gasto quanto suas botinas. Caim tinha em sua respiração ruidosa o anseio de prosseguir, ainda assim seus passos lhe guiavam adiante, os dedos envoltos no cabo da espingarda esta ainda com o cano gélido. O irmão mais adiante curva-se diante de uma  um rastro que parecia recente, aquele que ainda se encontrava de pé mantinha entre os lábios o filtro de um cigarro já tragado até quase findar, seu olhar oscilando por pontos distantes do que lhes cercava.

Horas antes.

  – Você terá duas horas de dianteira, está vendo aquele vale ? Pois bem, chegue lá antes de encontrarmos você e poderá viver. -  A voz de Seth era ponderada, divertimento fora empregada nela em que cada palavra que proferia enquanto os dedos do rapaz desfaziam os nós da corda que envolvia os pulsos de uma garota um pouco mais nova que os irmãos. Ela choramingava palavras desconexas, talvez uma prece.  
 
Momento atual.

As árvores que os ladeavam pareciam estreitar-se ainda mais, comprimindo-se como se desejassem proteger a pureza daquela mata contra os que ela penetravam. O ar tornava-se mais denso conforme avançavam, suas pálpebras estreitando-se para que fosse capaz de enxergar além do que era habitual. Caim sentia a rigidez em seus músculos e a fadiga lhe alcançando tão vagarosa quanto o progresso dos rapazes. – Aposto como ela já está morta. - Proferiu antes de ajeitar a arma em sua posse. – Se estiver, vai ser um saco. Mas, vamos jogar uma camada da nossa receita pra conservar o corpo dela. - Como se ouvisse as palavras alheias, o recipiente em seu bolso pareceu lhe pesar ainda mais. Nitrogênio, uma quantidade suficiente para que duas pessoas fossem congeladas sem haver desperdício.  



Ambos penetravam a mata como já faziam em anos, mas sua costumeira caçada se fez deter assim que uma garota caida mais adiante lhes roubou a atenção. Seus fios negros emolduravam a pálida face, sua expressão serena e pálpebras seladas. Parecia adormecida. Caim desejou desperta-la, porém, não o fez. Foi tragado de seus devaneios, a voz ecoou por toda a parte, um grito angustiado. Ambos se porão de pé, o cano de suas armas tornou-se guia de seus olhos. O silêncio foi sustentado pelos rapazes que tinham em seus pés o corpo de uma garota cuja a consciência lhe fora roubada, não era sua presa. O grito. Passos pesados. Árvores sendo despostas de seus lugares. Medo. A criatura imergia das profundezas diretamente para a direção dos dois, guiada pelo medo que os irmãos transpareceram sem receio algum.
  Seus pés recuaram instintivamente, o som ensurdecedor do disparo se fizera ouvir uma vez mais, o projétil chocando-se contra o alvo sem que efeito real algum fosse produzido. Caim via em cada ato produzido por si um desespero iminente, seu irmão tornava a disparar para aquilo que parecia provir de seus piores pesadelos.
“Alto como se dois homens fossem sua medida, os dentes capazes de perfurar até a mais dura das carcaças, por todo seu corpo vermes brancos vagavam em uma transição caótica. “
Suas costas eram pressionadas contra o tronco da árvore, suas mãos trabalhavam espelhando seu desespero, o cano da arma sendo recarregada de projéteis, estes que apenas retardadavam o avanço da criatura. Logan havia desaparecido do seu campo de visão. A inconsciência lhe veio mais rápido do que poderia ser capaz de protestar, o golpe contra sua têmpora o lançou no chão abrutadamente e apenas a escuridão era capaz de trazer paz para si.
Suas pálpebras selaram várias vezes seguidas, sua cabeça pendia para trás e uma dor aguda fazia sua cabeça latejar de forma constante, um gemido de dor escapou de entre seus lábios enquanto o loiro expelia saliva mesclada ao seu próprio sangue, inspirou lentamente o ar denso que ali residia e ergueu o olhar. Ele estava escorado em meio à algumas rochas, a iluminação era precária tornando difícil similar algumas formas mais distantes, um solavanco contra seu ombro o fez entre abrir seus lábios e mover o crânio simultaneamente, seu olhar encontrou ao de seu irmão que exigia silêncio ao gesticular para Caim. Ambos se levantaram, o corpo do jovem Bouwknech tinha em cada membro uma dor latejante, sua tez se franziu no esforço de aprimorar sua visão. A garota que outrora eles haviam visto caída na floresta agora estava escorada contra uma rocha, sua expressão era de completo medo enquanto a criatura se aproximava ainda mais dela, expelindo vermes e emitindo um som grotesco. O loiro de derme pálida tencionou o maxilar, seu tronco estava sutilmente curvado enquanto seus dedos roçavam pela parede gélida e úmida. Os garotos avançavam por passos sorrateiros. Um estalar alto, o ar lhe fugiu, seu corpo experimentou um calafrio e seu olhar se desviou para o chão onde notara que havia pressionado a sola de seu pé contra o metal do que aparentava ser uma espada, haviam diversas dessa amontoadas com escudo. O som irrompeu pela caverna escura, a criatura se precipitou vindo em direção aos irmãos que logo tomaram posse das armas que ali jaziam.
O choque contra o escudo de ferro se fez ouvir alto, o baque forçando Caim a recuar alguns passos tendo o equilíbrio roubado momentaneamente, a criatura urrou assim que Logan lançou o que deveria ser uma pedra contra a cabeça dela. A mesma atordoou-se a tempo de ambos os garotos se verem juntos lado a lado. – O que vamos fazer ? -  Suas palavras saíram falhas, um resmungar de Logan antes que o mesmo dissernice qualquer coisa. – Vamos atrai-lo para aquela água e jogar as granadas de nitrogênio que temos. - Como se fizesse jus às palavras de seu irmão, Caim sentiu pesar em seu bolso os objetos ao qual se referiam.

Brandiu a arma que empunhava, esta que lhe parecia ter utilidade alguma, sua voz ressoou sobressaltando quaisquer som. Ele recuava enquanto a criatura bípede parecia impor-se ainda mais ao andar em sua direção, os vermes agitando-se por todo seu corpo e unindo-se tornando aquela visão ainda mais escrota. A sola de seus pés encharcaram-se ao afundarem contra a água de uma pequena fonte concentrada no centro daquele local, logo seus joelhos já imergiam. O ato repetiu-se até que o elemento onde afundava se tornasse motivo de seu receio, os movimentos eram mais lentos e isso o apavorou já que o monstro se movia com a mesma velocidade habitual, os vermes espalhavam-se pela água nadando em todas as direções e o garoto debatia-se exasperado. O objeto se chocou contra seu inimigo, Logan havia atacado, estilhaçou-se por todos os lados e o gás encobriu parte do corpo de seu alvo, mais um ataque e Caim já estava fora da água, os movimentos daquele que era atacado ainda mais lentos e partes já imóveis devido o nitrogênio misturando-se à água. Um urro gutural, agora era  Caim quem expunha o objeto antes de lança-lo e vê-lo se chocar contra o outro.
O ar lhe parecia rarefeito, ambos sentados sobre uma das pedras enquanto seus olhares atônitos miravam a criatura congelada no centro do lago, os temíveis dentes pontiagudos à mostra. A garota que havia desacordado agora lançava aos jovens informações confusas sobre sua essência e uma árvore sendo alimentada com ela, a caixa de Pandora e a origem daquele monstro. Eles estavam pasmos, incapazes de assimilar quaisquer informações. Foi quando a garota de cabelos negros entregou para Logan uma das espadas que antes empunhavam, ele pareceu compreender o desejo dela e se levantou, o ato findou quando o mesmo golpeou incessantemente o grande bloco de gelo vendo criatura e elemento se estilhaçarem no ar.



OBS : Como fui poupado da ficha, não me demorei nas descrições fisicas, psicológicas ou na história do personagem. Coloquei apenas o básico.
© HARDROCK
[/i]


I felt like an animal, and animals don’t know sin, do they?
avatar

Zeus
Zeus


Dados de Personagens
HP [ Vida ]:
350/350  (350/350)
MP [ Energia ]:
350/350  (350/350)
Armamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FP - Primordiais e Três Grandes] BOUWKNECH, Caim Dähl

Mensagem por Éris em Sab Out 22, 2016 11:40 am

RESULTADO:

Sua escrita tende a prender o leitor aos detalhes e deixa-lo com vontade de mais, porém os constantes vazios entre os fatos tornaram a narrativa um tanto confusa.
Confesso que esperava por mais ação, mais detalhes e até mesmo conhecer mais do personagem. Não foi o caso, infelizmente.
Apesar dos erros, a história ainda sim é interessante e se faz digna de ser aprovada. Peço que envie ao Origin seu database para que possa começar seus treinos e missões.
Divine juntamente com Zeus o recebem de braços abertos. Seja bem vindo.
avatar

Deuses
Deuses


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum