Trama

Por milhares de anos o acampamento Meio Sangue e o Júpiter eram seguros para os semideuses, abrigavam os filhos dos deuses, ensinavam a eles como se proteger e cuidar daqueles que amavam. Ensinaram a usar seus poderes e como controlá-los da melhor maneira. Ensinaram valores e mostraram a eles o quão poderoso podem ser os seus desejos. Mas a paz acabou. Há quase 30 anos Percy e seu grupo morreram de forma misteriosa, logo após ambos os acampamentos foram engolidos pela terra, levando consigo diversos semideuses. Aqueles que se salvaram se tornaram os fundadores de um novo lar, uma nova era. A era Divine.

Administração
Éris
Apellido
Administrador
Enviar MPVer perfil
Íris
Apellido
Administrador
Enviar MPVer perfil
Nombre
Apellido
Moderador
Enviar MPVer perfil
Nombre
Apellido
Moderador
Enviar MPVer perfil
Novidades
00.00 - Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut.
00.00 - Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut.
00.00 - Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut.
15.10 - Abertura do fórum.
Times
Team Pegasus
65 PONTOS
Team Harpia
120 PONTOS
Team Grifo
150 PONTOS
Os melhores
Premio obtenido
Nombre apellido
Premio obtenido
Nombre apellido
Premio obtenido
Nombre apellido
Premio obtenido
Nombre apellido
Parceiros
Créditos
Skin hecho por Hardrock de The Captain Knows Best. Todas as edições feitas no CSS, imagens e etc, foram feitas pela Éris. Imagens retiradas do google e tumblr. Os textos contidos neste fórum são de autoria da STAFF e dos player.

[FP] Trambley, Mitchell

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP] Trambley, Mitchell

Mensagem por Mitchell W. Trambley em Dom Nov 13, 2016 1:09 pm




MITCHELL TRAMBLEY

Nome completo /////////////Mitchell Williams Trambley

Nacionalidade /////////////Montreal, Quebec - Canadá.

Idade /////////////17 anos

Sexualidade /////////////Bissexual

Progenitor Divino /////////////Íris

Face Claim /////////////Shawn Mendes

Medo /////////////
Tem medo do escuro, do esquecimento e da solidão.

Gostos /////////////

Cantar e tocar, transformar estes dons em felicidade tanto para si, quanto para os outros. Gosta de se sentir bem, e de saber que os que são importantes também estão do mesmo modo.



Metaphorically i'm the man
But literally i don't know what I'd

PERSONALIDADE



Talvez no passado, os olhos castanhos de Mitchell demonstrariam mais do que insegurança, medo e culpa. Seus olhos transformariam-se com cores vibrantes que mostrariam a todos sua felicidade, sua segurança e todo a variedade de sentimentos que ele costumava ter antes da Guerra. Ele costumava estar com um sorriso no rosto, enquanto aventurava-se pela floresta do acampamento meio-sangue, destruindo monstros e treinando na parede de escalada. Ele iria dar o seu melhor em tudo o que fazia, e não apenas por gostar, mas por saber que ele precisava ajudar a todos.

E então, a Guerra surgiu. Ele viu seus companheiros, um a um, serem engolidos pela terra, serem mortos pelo caos e pela destruição. Serem transformados em almas e levados ao mundo dos mortos, enquanto ele era impedido de lutar. A culpa surgiu naquele dia, enquanto ele era levado para o seu túmulo sonolento. E quando acordou, ele não sentia a mesma vontade de ser o que era. O brilho em seus olhos desapareceu, e ele passou a ser algo diferente. Solitário, amedrontado, mas disposto a fazer tudo o que não fez no passado. Mitchell estava decidido a treinar como nunca, a mostrar a todos que mesmo que ele tenha "deserdado", quando precisaram dele, ele poderia voltar a ser útil como era no passado que ele pouco lembrava.

DESCRIÇÃO FISICA

O Cabelo castanho, normalmente cresce em um topete bem feito e arrumado. A pele clara contrasta com seus olhos que, tem os mesmos tons do cabelo mas que costumam mudar de coloração conforme as emoções do filho de Íris, tornando se lilás, azul, avermelhado ou diversas outras cores. O sorriso completa a face do garoto de estatura normal para a idade, exatos 1,80m, junto aos 75kg.
O corpo não é musculoso, mas mostra indícios da série de exercícios diários que ele costumava fazer, mesmo coberto pelas roupas comuns que ele gosta de usar.  

HISTÓRIA



Montreal, Província do Quebec - Canadá.
19:23 - Setembro de 2000

Andrew mantinha o sorriso, enquanto entregava o buquê de flores para o que ele acreditava ser o último cliente do dia. O sol aos poucos sumia em meio ao horizonte visível de sua loja e ele já se preparava para pensar em fechar, quando a porta se abriu mais uma vez. O sino tocou, indicando a entrada de alguém e rapidamente ele se preparou para atender.
Seus olhos se arregalaram quando ele viu a mulher que, sorria timidamente para ele. Realmente, uma linda donzela que parecia brilhar em sua visão.

— P-pois não? C-Como posso ajudá-la? — Gaguejou, nervosamente, diante a uma mulher que ele acreditara ser a mais linda dentre todas as que vira em sua vida. Seu coração acelerou quando ela, riu baixo, observando as prateleiras cheias de flores coloridas e bem cuidadas, que o florista vendia para se sustentar.

— Estou de passagem. Vi as flores, do lado de fora, e quis me aproximar... São lindas, você está fazendo um ótimo trabalho com elas. — E então, os olhos da mulher encararam os verdes de Andrew. Ele não conseguia ter certeza, mas parecia que as íris dela trocavam de cor, sempre estando em tons belos e vivos.

— Ah, m-muito obrigado, senhorita! — Respondeu, após alguns segundos de silêncio, apreciando. — É uma honra receber um elogio desses... — Disse, olhando ao redor e então, alcançando com cuidado uma rosa dourada que havia ali. Ele não sabia como aquela flor havia nascido daquela coloração, pois tinha certeza que todas as rosas daquela parte da loja eram vermelhas. Mesmo assim, entregou a mulher, a flor. — Como agradecimento. — Sorriu em seguida, timidamente.

— Oh, muito obrigada... — Ela falou, apreciando a beleza da flor e sorrindo, enquanto a colocava entre a orelha direita e seus fios escuros. — Poderia saber o nome do homem que me deu um presente tão especial?

— C-claro. — Falou, rapidamente, mantendo o sorriso. — Sou Andrew Trambley.

— Prazer, Sr. Trambley. — A mulher o cumprimentou em seguida, sorrindo enquanto balançava o vestido colorido que cobria seu corpo. — Meu nome é Íris.

Montreal, Província do Quebec - Canadá.
18:52 - Agosto de 2007

O jantar não estava sendo dos melhores.
Ele reconhecia o medo no olhar de seu pai. Sabia que algo estava acontecendo, talvez apenas pelo fato dele só ter remexido a comida no prato, sem ao menos dar nenhuma garfada no alimento. Os dedos, quando não seguravam o garfo com força, tamborilavam na mesa, enquanto seus olhos giravam de um lado para o outro. Andrew estava nervoso, como nunca antes havia estado.

— Eu não sei mais o que eu faço para você parar e me dizer o que está acontecendo.

Sua voz saiu um pouco dura, o que lhe deixou preocupado. Seu pai não estava bem e, falar com ele daquele modo não iria ajudá-lo. Mas ele mesmo estava ficando ansioso por tamanha movimentação e nervosismo vindo de seu progenitor. Por um momento, ele imaginou que fosse alguma crise e que seu pai precisaria dele, então, preparou-se para levantar. Deixou a fatia de carne de lado e afastou a cadeira da mesa, mas parou imediatamente quando Andrew finalmente falou.

— Vamos viajar amanhã... Vou te levar para um Acampamento de Verão. — Ele pronunciou, um pouco mais baixo. Os olhos verdes finalmente encarando o filho.
— Acampamento? De onde surgiu essa ideia? Achei que íamos aproveitar o calor juntos, aqui em casa mesmo...
— A sua mãe pediu.

E então, ele soube que o assunto realmente era sério.

Long Island, New York - USA.
16:27 - Junho de 2007

Ele observou o mar se aproximar cada vez mais da estrada, conforme seu pai dirigia o carro. A cada vez que ele via os raios solares tocarem na água, tinha o vislumbre de um arco-íris, e algo em si lhe dizia que aquele acampamento seria bom para ele. Seria algo que mudaria sua vida.

— Vou sentir sua falta. — Andrew pronunciou, quase inaudivamente, mas suficientemente alto para que Mitchell ouvisse e respondesse.
— Você fala como se nunca mais fossemos nos ver...

Andrew ficou em silêncio.

Long Island, New York - USA.
16:40 - Junho de 2007

Olhou uma última vez para o pai, antes de descer a estranha colina. Viu muitos adolescentes correrem, vestidos com roupas laranjas e carregando coisas estranhas que ele tinha quase certeza serem objetos que menores de idade não deviam segurar. Viu uma garota de cabelos ruivos cutucando uma fogueira mais distante e sorriu quando ela também sorriu para ele. Pensou em se aproximar e cumprimentá-la, pedindo informações quando de repente, fora surpreendido.

Um homem. Ou melhor, ele achava que era um homem; Metade de seu corpo era um cavalo branco, enquanto de onde deveria sair o seu pescoço, crescia a parte de cima de um homem.Como um centauro da mitologia e dos livros de Harry Potter.

— Vejo que os deuses trouxeram mais um para nós. Seja bem vindo!

Ele ficou em silêncio, enquanto ouvia todas as explicações do homem cavalo. Realmente, sua vida mudaria muito dali em diante.

Long Island, New York - USA.
00:27 - Julho de 2008

Ele observou o abismo. Sentia seu poder, sabia exatamente o que estava acontecendo, assim como muitos dos campistas do Chalé 11. Mas ele permanecia firme, sério. Os olhos em profundo tom azul, escuro, demonstrando a seriedade do semideus, enquanto a voz tentava trazê-lo.

— Junte-se a nós! Una-se contra o Olimpo! Mostre aos Olimpianos que vocês valem mais, e não devem serem jogados neste chalé miserável! Sua mãe nem se preocupa com você, Mitchell! Entre em meu exército e aproveite todos os benefícios que irá ter quando eu governar o mundo!

— Sinto muito, mas eu irei recusar sua oferta. Eu sei que minha mãe está com seus olhos em mim, e eu não vou decepcioná-la fazendo isso!

— Tolo!— A voz profunda que parecia estar cada vez mais próxima de se erguer do abismo disse, antes de Mitchell acordar, suado. O semideus indefinido sentou-se na cama, ouvindo o roncar dos seus companheiros que ainda residiam no chalé e não haviam desistido, permanecendo no acampamento para lutar contra o mal que estava mais próximo a cada dia. Ele estava resistindo e iria continuar o fazendo, pela sua mãe.

— Espero estar fazendo a escolha certa, mãe...

Ele não viu, mas um pequeno arco-íris surgiu no lago de canoagem, brevemente.

Manhattan, New York - USA.
19:56 - Agosto de 2009

Pela primeira vez naquele dia, Mitchell sorriu. Ele ouvia as palavras de Percy Jackson, lhes encorajando a lutar. E ele lutaria, pela honra do Olimpo, do Acampamento e por todos aqueles que ele vira morrer. Correu junto aos irmãos Stoll e o resto do chalé 11 rumo as posições que tomariam na cidade, enquanto o arco balançava em suas mãos, com a aljava cheia de flechas em suas costas. Ali estava a maior batalha de sua vida.

Encarou a horda de monstros quando eles se aproximaram, prontos para atacar e então, disparou a primeira flecha.

Long Island, New York - USA.
13:27 - Setembro de 2009

Em frente a fogueira, ele sorriu quando o símbolo brilhante e colorido finalmente surgiu em sua cabeça. Ele ainda se sentia cansado da batalha pelo Olimpo, mas tudo estava valendo a pena. Olhou para os seus companheiros e então, sua felicidade aumentou quando mais ao longe ele viu a mulher de cabelos negros, sorrindo para ele e desaparecendo em um arco-íris, enquanto Quíron pronunciava as palavras.

— Ave, Mitchell Williams Trambley — O centauro começou, enquanto curvava-se, assim como os outros campistas, por um breve momento. — Filho de Íris, senhora das cores, Deusa do Arco-Íris.

Long Island, New York - USA.
13:27 - Julho de 2010

Ele levantou sua arma contra o povo Romano.
Estava preparado para defender a honra grega, e o seu acampamento, pela segunda vez em sua vida. Ouviu o marchar sincronizado dos soldados do acampamento rival e manteve-se focado. Pediu uma benção à sua mãe, mas nada sentiu, assim como nos últimos anos estava acontecendo. Tinha certeza que os romanos estavam fazendo algo para que os deuses fossem prejudicados.

— Pela Grécia! — Gritou junto aos seus companheiros, antes de lançar uma flecha contra o exército inimigo.

Long Island, New York - USA.
14:00 - Outubro de 2017

Ele não conseguia se mover. Seus instintos socavam seu corpo, tentando fazer com que ele fizesse algo em meio a destruição que estava vendo, mas seu corpo não reagia. Ele apenas observava, alarmado, a destruição que o exército de Caos fazia em seu lar. As lágrimas aos poucos surgiam em seus olhos enquanto um a um, ele via seus antigos amigos morrerem, ou serem levados pela terra. E então, quando piscara pela última vez, ele se viu em um lugar totalmente diferente.

Um palácio, aquilo ele tinha certeza. Sua confusão surgiu, enquanto ele encarava duas figuras: Um homem, vestido em roupas comuns, mas sem deixar de ser elegante e belo, igualmente a mulher ao seu lado, que ele conhecia bem.

— M-mãe? O-onde eu estou? O-oque está acontecendo?

Íris soltou um suspiro, triste.

— Estou lhe salvando, meu filho. Peço perdão pelo o que estou fazendo agora, mas é o melhor... Eu preciso que pelo menos um de vocês sobreviva... — Ela engoliu em seco, mostrando o nervosismo. O homem ao seu redor passou o braço ao redor de sua cintura. — Eu estou lhe enviando para um lugar seguro, onde você ficará durante algum tempo, até que tudo isso acabe...É pelo seu próprio bem, meu querido.
— Não! Eu preciso voltar para o acampamento e ajudá-los! Eles estão morrendo, mãe!
— Não há nada que você possa fazer para mudar isso, Mitchell. Eu sinto muito... Mas é necessário. — Seus olhos, oscilavam entre cores que nem mesmo Mitchell era capaz de indentificar. Por um momento, ele visualizou e memorizou o olhar triste de sua progenitora, e do homem ao lado dela, ouvindo suas vozes pela última vez. — Você vai adormecer e perder a memória, ficará a salvo no Cassino Lótus... Quando tudo isso acabar, você terá a chance de voltar, meu filho. Eu juro, pelo Rio Estige.

E então, ele ouviu o som de um forte trovão, antes de apagar.

PODER UNICO



☼ Hydro - Mitchell nasceu com a capacidade da Hidrocinese, provenientes da linhagem de sua mãe, que é filha de imortais relacionados ao oceano e a água. Graças a isto, o jovem consegue controlar a água, além de criá-la, dependendo de sua necessidade, moldando-a conforme necessita. Isso o ajuda a criar os arco-íris que precisa para complementar em seus poderes, ou defender-se e atacar dos perigos que surgem.


avatar

Iris
Iris


Dados de Personagens
HP [ Vida ]:
250/250  (250/250)
MP [ Energia ]:
250/250  (250/250)
Armamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FP] Trambley, Mitchell

Mensagem por Éris em Dom Nov 13, 2016 6:10 pm

RESULTADO:
Incrivel. Simplesmente incrivel. Você merece não só os meus aplausos, como de todos. Sua narração é simples, não tem necessidade de enche-la com palavras excessivamente cultas, tão pouco tem necessidade de ficar dando voltas e voltas para não ir a lugar nenhum. Direto e mesmo assim consegue contar tanto sobre o personagem, que tem tudo para ser maravilhoso.
Estou realmente surpresa. Você conseguiu realmente entender a trama do fórum e coloca-la em sua história, desenvolver sua história não se desligando ou excluindo a trama do fórum.
É divina a forma como consegue prender a atenção do leitor, e transmitir cada emoção do texto, fazendo com que quem lê sinta ela sim, a titia chorou com seu texto, obrigada. <3.
Não tem como existir um outro resultado, está mais do que aprovado! E devido tamanha qualidade da narração recebe 20xp e 40 pontos para o time.
avatar

Deuses
Deuses


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum