Trama

Por milhares de anos o acampamento Meio Sangue e o Júpiter eram seguros para os semideuses, abrigavam os filhos dos deuses, ensinavam a eles como se proteger e cuidar daqueles que amavam. Ensinaram a usar seus poderes e como controlá-los da melhor maneira. Ensinaram valores e mostraram a eles o quão poderoso podem ser os seus desejos. Mas a paz acabou. Há quase 30 anos Percy e seu grupo morreram de forma misteriosa, logo após ambos os acampamentos foram engolidos pela terra, levando consigo diversos semideuses. Aqueles que se salvaram se tornaram os fundadores de um novo lar, uma nova era. A era Divine.

Administração
Éris
Apellido
Administrador
Enviar MPVer perfil
Íris
Apellido
Administrador
Enviar MPVer perfil
Nombre
Apellido
Moderador
Enviar MPVer perfil
Nombre
Apellido
Moderador
Enviar MPVer perfil
Novidades
00.00 - Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut.
00.00 - Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut.
00.00 - Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut.
15.10 - Abertura do fórum.
Times
Team Pegasus
65 PONTOS
Team Harpia
120 PONTOS
Team Grifo
150 PONTOS
Os melhores
Premio obtenido
Nombre apellido
Premio obtenido
Nombre apellido
Premio obtenido
Nombre apellido
Premio obtenido
Nombre apellido
Parceiros
Créditos
Skin hecho por Hardrock de The Captain Knows Best. Todas as edições feitas no CSS, imagens e etc, foram feitas pela Éris. Imagens retiradas do google e tumblr. Os textos contidos neste fórum são de autoria da STAFF e dos player.

[FP] Sherwood, Hunter

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

[FP] Sherwood, Hunter

Mensagem por Hunter Sherwood em Sab Nov 12, 2016 6:07 pm




HUNTERSHERWOOD

Nome completo ////////////Hunter Sherwood
Nacionalidade /////////////Los Angeles

Idade /////////////17 anos

Sexualidade /////////////Heterossexual

Progenitor Divino /////////////Éolo

Face Claim /////////////Barney Banks

Medo /////////////
Medo de Tubarões, morrer envenenado, falhar com alguém importante.


Gostos /////////////
Músicas… sentar em lugares altos e ver a paisagem... ler livros... Esportes... motocicletas.


Os ventos mudam, levam para lugares e caminhos diferentes... Basta escolher para qual brisa deve se deixar levar...

PERSONALIDADE


As características que mais chamam atenção no Hunter são sua incrível curiosidade sobre as coisas e a língua solta para perguntar ou falar suas ideias. Adora fazer amigos e conhecer lugares, pessoas e costumes, sendo uma pessoa muito sociável e amigável. Dificilmente faz inimigos por não entrar em confusões, aprendeu a escapar delas nos tantos anos no orfanato. Costuma estar sempre rindo, coçando os cabelos quando pensa em algo e mordendo os lábios quando está sem jeito... o que culmina num falar meio travado ou gaguejando... Quando fica realmente sem jeito, envergonhado, costuma olhar para baixo ou fitar o vazio.

Costuma a ser positivo e confiante de que tudo vai dar certo, todavia tem problemas em escutar ideias contrárias quando já está certo de algo, sendo bem cabeça dura. A dificuldade em magoar as pessoas muitas vezes atrapalhar em ser um líder com mão de ferro, sendo aquela pessoa que sempre ajuda como  pode sacrificando um pouco a si mesmo.

DESCRIÇÃO FISICA



O corpo é bem delineado pelo seu passatempo que são os esportes, com isso tem uma musculatura definida e físico delgado.  Os olhos são azulados como o céu límpido, cabelos num tom loiro claro, com corte deixando um topete meio bagunçado. Costuma usar roupas comuns, como  jeans, camisetas sem tantas estampas e um casaco por cima, onde costuma manter as mãos escondidas no bolso. Tem mania de ficar escorado em paredes com as mãos nos bolsos e coçar a cabeça quando está pensando sobre alguma coisa. Morde os lábios quando está nervoso ou sem jeito.

HISTÓRIA




Uma vez me falaram que escrever um diário das coisas que eu faço é uma ótima forma de guardar as memórias e os grandes acontecimentos do meu dia. Pensei bastante nessa deia e sempre deixei de lado, só que com um dia tão diferentes, melhor começar.

12 de novembro...
Uma boa forma de resumir tudo que eu estou passando num único dia é : Loucura!!!
Imagine viver a vida toda num orfanato, o que já é bem confuso, mas de repente ser atacado por umas criaturas bem estranhas e ser salvo por um garoto que tem pernas de bode e um apetite bem questionável (nunca provei latas de refrigerante ou os pedaços da minha camisa). Tudo bem... Não pense que ter um sátiro como guia turístico em Los Angeles procurando uma espécie de portal foi a coisa mais insana.
Acabe esquecendo de me apresentar... primeira página do diário tem de ter algumas coisas sobre mim... Primeiro lugar é que diário não é coisa de meninas, até por que homens também tem memória ruim e podem muito bem escrever para não se esquecer das coisas. Segundo lugar é que meu nome é Hunter Sherwood, tenho 17 anos e descobri que sou um jovem especial com habilidades mágicas filho de algum deus irresponsável que nunca quis saber de mim.
Se alguém leu meu nome e entendeu a referência, parabéns, você também gosta do Robin Hood. A senhora Dawson, a coroa dona do orfanato Greenland, adora esses livros antigos, por isso colocou meu nome como “caçador” em inglês e o sobrenome da floresta famosa onde o maior ladrão com arcos da literatura costumava fazer seus saques e distribuir riquezas. Tenho irmãos de consideração chamados Nero ou Alan Quatermain, então não fui o mais azarado. Agora posso voltar a contar o meu dia mais louco até... Bem... Hoje.

Demos uma volta enorme, eu e o sátiro que tinha um nome muito grande que eu preferi dar o apelido de Joe (Não pense que eu sou inconsequente ou mal educado, ele até gostou desse apelido.) rodamos a cidade até achar uma espécie de união entre o mundo mortal e uma cidade fantasticamente criada para flutuar chamada Divine. Imagine se você fizesse uma maquete de um vilarejo incrível e cheio de coisas, depois colocasse embaixo uns balões com gás Hélio e depois soltasse isso. Pois é, sua cidade perfeita poderia ser chamada por Divine e ficaria vagando pelo céu assim como o lugar em que estou gora escrevendo... Isso foi demais.
Ao entrar na cidadela alada eu percebi que havia mais jovens ali do que na Disneylândia ( Eu tenho o direito de ver as coisas da minha forma no meu diário, existem mordomias em ser o autor...) e também alguns seres quem nem o Joe. Fui muito bem recebido por uma mulher com olhos que me analisaram tanto que me senti um mexicano tentando entrar nos Estados Unidos, acho que seu nome era Verna.... Ganhei uma chave de um dormitório e também o convite de participar de uma oferenda aos deuses na praça central para descobrir de quem eu sou filho.

Para deixar claro aos queridos leitores desse diário, sou filho de um deus grego que tem muitos poderes e uma habilidade mágica de não estar nem ai por que deixou alguém num orfanato.  Então... como fui formalmente levado para tal evento, segui o melhor guia que eu pude ter, o famoso e esfomeado Joe, quem me guiou falando um pouco sobre Divine, acho que o sátiro é Latino e nem cheguei a essa conclusão pela sua pele morena, mas pelo seu sotaque diferente.

A tal praça estava repleta de jovens, pensei até que fosse ocorrer algum show importante... Mas logo percebi que o que eles queriam ver eram as tais oferendas. Fui deixado com outras duas pessoas numa fila, aguardando minha vez de estar participando de uma oferenda... Só consegui pensar naquelas paradas de filme de terror onde os caras ficam possuídos por algum demônio e matam todo mundo.
Quando chegou a minha vez tentei ser o mais normal que o garoto de 17 anos poderia ser ao jogar algo numa pira flamejante. Era para eu jogar algo importante para mim e isso seria uma oferta ao meu pai. Tirei do bolso um relógio de bolso, tipo aquele que o coelho de Alice no Pais das Maravilhas costuma observar as horas e deixei pender sobre as chamas, era uma recordação da Senhora Dawson, que me deu essa lembrança quando eu tirei minha habilitação para pilotar uma moto.  As recordações eram as melhores possíveis daquele dia, havia um bolo com a cobertura cheia de furos por causa dos dedos das crianças, umas motos de brinquedo decorando a mesa e um monte de pirralhos correndo, aquilo era tão bom. Lembro que a velha me deu o presente e ainda disse “ Para você sempre ter como ver o tempo e não deixar de curtir um só segundo”.
- Tomara que isso valha a pena, pai ou mãe...- Murmurei enquanto jogava aquele objeto nas chamas.

Depois disso um recipiente diferente surgiu com chamas negras crepitando, foi quando lembrei que os outros haviam feito um corte na pele e deixado pingar sangue ali dentro ( pronto, vai ser agora que algo de errado vai acontecer). Furei o dedo com um canivete que tenho no bolso e algumas gotas rubras pingaram ali dentro, mentalmente eu torcia para o meu progenitor divino me escutar...

Eu esperava algo fantástico para simbolizar de quem sou filho, só que as chamas apenas giraram como dois furacões, provavelmente o Katrina era muito mais bonito que aqueles redemoinhos. Uma voz bradou ao fundo dizendo que eu era filho de Éolo, senhor dos ventos.  As pessoas bateram palma e fui deixando aquele altar sinistro aos poucos, pensando no que isso iria implicar na minha vida.
Depois disso eu só lembro-me de ser guiado até o meu quarto e estar escrevendo nesse diário. Espero que o dia de amanhã eu aprenda alguma coisa legal sobre essa cidade enorme e eu consiga fazer uns furacões maneiros ou conseguir voar quando eu controlar poderes, afinal todo mundo por aqui faz algo legal. Câmbio e desligo.



PODER UNICO



Venti- Espírito da Tempestade feito de ventos turbulentos e raios que o circundam, pode ser convocado pelo filho de Éolo para lutar ao seu lado num formato humanoide ou assumir a forma de um cavalo, tendo a parte traseira no formato de um furacão. Pode disparar rajadas de ventos e descargas elétricas e sempre obedece Hunter.



Última edição por Hunter Sherwood em Dom Nov 13, 2016 11:15 pm, editado 1 vez(es)
avatar

Eolo
Eolo


Dados de Personagens
HP [ Vida ]:
250/250  (250/250)
MP [ Energia ]:
250/250  (250/250)
Armamento:

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: [FP] Sherwood, Hunter

Mensagem por Éris em Dom Nov 13, 2016 5:41 pm

RESULTADO:
Você é muito direto em sua narrativa, o que não é de todo ruim, apenas incomoda levemente pelo simples fato de deixar alguns acontecimentos bastante confusos. Acredito que para o formato de diario, poderia ter sido melhor escrito.
Ainda sim está dentro dos requisitos pedidos, por isso Divine e Eolo lhe dão boas vindas.
avatar

Deuses
Deuses


Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum